Conheça os benefícios que o videogame traz para seu corpo

Os videogames já são parte importante da cultura brasileira. Seja dentro de casa ou nos principais campeonatos de e-games, podemos encontrar atletas de ponta das mais diferentes idades. 

A importantância dos videogames é tanta que o seu mercado movimenta bilhões de reais todos os anos. Além disso, o nosso país tem uma das maiores feiras de games do mundo, a Brasil Game Show, ou  BGM para os mais íntimos.

Mesmo assim tem pessoas que veem os games como puro entretenimento. Outros vão ainda mais longe e torcem o nariz, pois acreditam que é perca de tempo e prejudicial para a saúde. 

Bom, elas estão muito erradas! O videogame não é só importante como é um aliado para a nossa saúde. 

A seguir, nós iremos listar diversos benefícios dos games para a nossa saúde. Assim, quando alguém disser que jogar é um desperdício de tempo você já tem como contra atacar!

Melhora na agilidade 

Bom, não é porque os jogadores costumam jogar sentados que eles não estão exercitando parte do corpo. O cérebro continua trabalhando e algumas partes dele são estimuladas, o que melhora algumas ações, inclusive, em outras áreas da vida. 

Jogos, como o CS:GO, exigem que as ações aconteçam rapidamente para que o personagem não seja morto. Além disso ultrapassar obstáculos, achar a saída e encontrar respostas para resolver os conflitos exercita o pensamento lógico. E o limite de tempo para realizar essas ações se torna ainda mais eficiente para desenvolver as atividades cognitivas. 

Esse aspecto dos videogames é tão importante que já virou até objeto de pesquisa. A Universidade de Rochester, nos Estados Unidos, analisou a resposta de dezenas de jovens a desafios rápidos. Os pesquisadores observaram que aqueles que jogam games de ação eram, em média, 25% mais rápidos em responder as perguntas. 

Para os pesquisadores americanos, na vida real, esses jogadores tem melhor noção dos acontecimentos ao seu redor e tomam decisões mais rapidamente do que a maioria. O que é exatamente o oposto do que muitas pessoas contrários aos games afirmam. 

Raciocínio lógico elevado 

Você provavelmente já ouviu por aí que quem gosta de videogame é lento ou que ele  estraga a cabeça. 

Bom, não é bem isso o que acontece. 

Jogos de estratégia, em que uma solução certeira precisa ser encontrada rapidamente, estimulam o raciocínio. Além disso, eles podem ensinar valiosas lições a crianças, adolescentes e, até, adultos. 

Além do pensamento lógico, a vontade de vencer também é estimulada e, com isso, a criança ou adolescente aprende a não desistir diante das dificuldades. Outra lição aprendida é que os bons resultados chegam lentamente, já que cada fase é mais difícil do que a anterior.

Para ilustrar melhor, aqui vai um exemplo muito claro: Uma pessoa não está feliz com o seu sorriso. O que ela faz? Simplesmente para de sorrir ou vai procurar uma solução para o problema?

Bom, uma saída é procurar procedimentos que mudem a estética dos dentes. Se a pessoa em questão tiver um bom raciocínio lógico e paciência para fazer pesquisas a procura de opções ela vai chegar ao objetivo final. 

A pesquisa deve começar com clareamento dental e implante dentário. Ela vai pesar os prós e os contras de cada um e o que significa optar por um ou pelo outro. 

Em seguida, ela pesquisa por quanto custa um implante dentário e quanto custa clareamento dental e chega a conclusão de que o segundo além de ser mais barato é a opção menos invasiva e que vai oferecer o resultado esperado. 

Coordenação Motora 

Já percebeu como quem joga videogame é frequentemente associado a falta de coordenação e habilidades atléticas? Bom, esse é mais um preconceito a ser derrubado aqui. 

Se você é um jogador sabe o quão difícil é adaptar os movimentos das mãos e dos dedos de um game para o outro. Além disso, os estímulos visuais, auditivos e sensoriais surgem todos ao mesmo tempo, o que exige uma boa coordenação motora.

Um estudo realizado na Universidade de Albuquerque (EUA) observou que o córtex cerebral de quem joga é mais espesso justamente na área responsável pela coordenação. 

Viu como videogames também são esportes?

Atenção 

Não é porque o jogador está tão imerso em seu objetivo na tela para prestar atenção a outras coisas que ele fica desconectado do resto do mundo o tempo todo. 

Quando jogamos precisamos voltar toda a nossa atenção para a tela. Isso é um verdadeiro desafio para qualquer pessoa, mas ao longo dos desafios virtuais a capacidade de concentração é exercitada. 

Segundo pesquisa feita pelo Centro Médico Beth Israel, de Nova York,  até médicos cirurgiões podem se beneficiar dos videogames. A partir desse estudo ficou constatado que os cirurgiões jogadores, que jogam por cerca de três horas por dia, tem habilidade superior em procedimentos tipo laparotomia. 

Jogar ajuda a aliviar a dor 

Sim, os videogames também podem se tornar o remédio para as suas dores, literalmente. Uma revisão da literatura publicada em 2012, no American Journal of Preventive Medicine, descobriu que dos 38 estudos examinados da publicação, os videogames  melhoram os resultados de saúde de 195 pacientes, tanto em quadros de doenças psicológicas quanto físicas. 

Além disso, cientistas apresentaram uma pesquisa na conferência American Pain Society de 2010 que encontrou evidências de que videogames, em especial os de realidade virtual, são eficazes na redução da ansiedade ou dores causadas por doenças crônicas e procedimentos médicos. 

Videogames nos tornam mais inteligentes 

Se você achava que era um gênio, agora pode ter certeza. E o responsável é o videogame! Ok, podemos estar exagerando, mas um estudo de 2013 constatou que a nossa cognição melhora quando jogamos. 

Durante a pesquisa os cientistas fizeram cinco grupos de não-jogadores jogarem um game no smartphone por uma hora ao dia durante quatro semanas.  

Cada grupo jogou um jogo diferente, de ação e não-ação,  e em todos os cinco foi observado melhora nas atividades cognitivas dos participantes. Esses resultados foram reunidos por meio de tarefas de memórias de curto prazo. 

Aumento na criatividade 

Outro grande benefício dos videogames é o estímulo a criatividade. Meninos e meninas jogadores tendem a ser mais criativos, independentemente do tipo do jogo. 

Um estudo feito com quase 500 crianças de 12 anos constatou que quanto mais  as crianças jogavam, mais criativas elas eram em tarefas, como desenhar e escrever histórias. 

Essas descobertas podem motivar os desenvolvedores a criar projetos voltados para a otimização da criatividade. 

Não tem mais desculpa para não jogar!

Agora que você já sabe os inúmeros benefícios do videogame para a nossa saúde já tem argumentos para defender essa verdadeira paixão. 

Os videogames são prazerosos e uma importante ferramenta para auxiliar na educação e saúde da população. 

Mas, atenção! Isso não é desculpa para abusar das horas em frente a tela. Os games são bons, mas precisam ser consumidos com moderação. 

Texto produzido por Estela Lima, redatora da empresa Clinica Ideal.

Comente Abaixo